Como avaliar um livro: Deixe uma resenha, mas que ela seja útil!

Sou das que lê sempre que pode e sempre que não pode também. Amo ler e estou sempre futucando por aí em busca de livros interessantes. Uma das coisas mais importantes que me levam a considerar comprar um livro que não conheço é o comentário dos leitores. Mas tenho visto muitos comentários injustos, maldosos e imprestáveis por aí. Resolvi então compartilhar com vocês minha ideia sobre como se deve avaliar um livro.

Deixe uma avaliação

Deixe uma avaliação

Pense bem, o escritor gasta massa cinzenta, tempo e esforço para produzir uma obra e disponibilizá-la para o leitor. Esse esforço já é louvável por si só. Afinal, a quantidade de gente querendo produzir literatura hoje em dia é pequena, especialmente no Brasil. Levando isso em consideração, antes de avaliar um livro, considere o seguinte:

Você é o público alvo do livro?

Parece besteira, mas se o seu estilo de leitura é técnico/realista e não suporta ficção, você tem poucas ferramentas para avaliar um livro que trata de ficção e fantasia. É muito provável que você ache a obra uma porcaria, imprestável mesmo. Nesse caso, as chances de você ficar com raiva do autor são muito grandes.

Se não gosta de um certo estilo, não leia só porque o seu amigo disse que é bom. Mas se resolver ler para ver como se sente a respeito, não malhe o autor! A culpa não é dele, afinal, ele não escreveu aquele livro pensando em leitores do seu estilo.

Qual o seu nível de conhecimento na área específica do livro?

Antes de comprar uma obra, leia a sinopse e as informações de capa. Se houver informações explicando que aquela obra é direcionada a iniciantes e você já for fera no assunto, o livro não é para você!

Não seja injusto dando só uma estrelinha para o livro e postando comentários descabidos do tipo “Livro fraco pois eu já sabia todas as informações que constam nele”.

O mesmo pode ser aplicado para livros desenvolvidos para um público que já caminhou no assunto e detém um certo conhecimento na área. Se você for iniciante naquele assunto, comprar um livro avançado e reclamar que não entendeu nada, me desculpe, mas o culpado do seu descontentamento é você e não o autor.

Preço

Você compra o livro, lê e não gosta. Tudo bem, direito seu. Mas não vale ir lá e deixar uma única estrela com um comentário do tipo: “o livro é bom mas é caro”. Percebeu o absurdo? Se o livro é bom, porque você deu uma estrelinha só? Além disso, os livros mudam de preço muito rápido no mundo virtual, por isso, se for postar um comentário relativo a preço, especifique o valor que você pagou. Assim o comentário não parecerá tão obtuso caso o preço do livro caia 90% no futuro. 🙂

Outra coisa a considerar é que, especialmente nos livros com versões impressas e digitais publicadas por editoras, é comum a editora pesar a mão no preço da versão em ebook. A culpa NÃO É do autor. A opção de preço é da editora, mas você acaba prejudicando diretamente o autor.

Se não leu, não tem direito a comentar

Parece maluquice, não parece? Mas já vi váááários comentários com uma estrelinha só, onde o leitor diz absurdos do tipo “Não vou ler pois deve ser uma porcaria” ou “Minha irmã leu e odiou esse livro”, ou então “Odiei o primeiro da série e essa continuação deve ser pior ainda”. Sério, não dá, né? Cadê o respeito com o autor? O contrário também é verdade. Já vi gente que deu cinco estrelas e comentou “Ainda não li mas tenho certeza que vou gostar”.

Comentários sobre erros

Seja cauteloso com comentários sobre erros nos livros eletrônicos. Se achou erros de português, de digitação, erros em imagens ou qualquer erro desse tipo, o ideal é reportar ao autor ou à editora. No caso da Amazon, por exemplo, se você reportar os erros eles mandam um e-mail para o autor pedindo que ele corrija.
Quando o autor corrigir os erros, seu comentário vai ficar defasado e imprestável, atrapalhando a vida do autor e de quem quiser comprar o livro. No mínimo, injusto.

É claro que bom senso é importante nessas horas. Afinal, se você comprar um livro horrível, com texto obviamente copiado de blogs, com erros absurdos e perceber que o autor é um salafrário que está tentando ganhar dinheiro fácil às custas do leitor desavisado, o autor precisa mesmo de um puxão de orelha. Mas mesmo assim, reclame com o editor e, no caso de livro auto-publicado, com a loja.

Você tem mente aberta?

Se não tem, por favor, cuidado na hora de avaliar livros religiosos e políticos. Não dê uma de bitolado chato que trabalha para desabonar qualquer pensamento contrário ao seu. As pessoas são e pensam diferente. Respeite isso.

Avalie as avaliações

É comum encontrar ao lado ou abaixo das avaliações um sinalzinho para você indicar se a avaliação foi útil ou não. Sempre que for comprar um livro e usar as avaliações para decidir, não deixe de avaliá-las positiva ou negativamente.

Na Amazon, por exemplo, as pessoas que deixam avaliações que ganham mais votos positivos, sobem na classificação de avaliadores. Bom para ela, para o leitor e para o autor. Geralmente quando um avaliador “Top 10, Top 50 ou Top 100” avalia um livro, dá credibilidade à obra.

Já usei muitas vezes essa classificação para avaliar a leitura de pessoas com interesses parecidos com os meus e acabei comprando obras que elas avaliaram. Ajuda, acredite.

Na próxima avaliação, lembre-se dessas dicas e seja justo!



 

Conheça meus trabalhos publicados:

ocaminho-capa-digital-1200x1800

Clique na imagem para comprar em ebook na Amazon

…………

                                                    

Facebooktwittergoogle_plusredditpinterestlinkedinmail

7 comentários para Como avaliar um livro: Deixe uma resenha, mas que ela seja útil!

  • Laís Helena Serra Ramalho  diz:

    Realmente, acho muito importante saber fazer críticas sem desrespeitar o autor ou desestimular a leitura (porque o fato de eu ter gostado não significa que outra pessoa vá também gostar, afinal). Outro dia mesmo vi uma escritora parceira do meu blog reclamando por ter passado justamente pelo problema da pessoa que não leu e mesmo assim fez avaliação, sendo que acusou o livro de um monte de coisas apenas a partir da sinopse.
    Mas quanto à avaliação sobre revisão e ortografia, nunca pensei que isto talvez pudesse prejudicar o autor. Sempre vi como um feedback para a editora, já que esse serviço compete a ela (exceto nos casos de autores independentes, é claro) e imaginei que isso já ficasse claro para o leitor da resenha. E sempre achei importante informar ao leitor caso a revisão não seja das melhores, afinal, erros de gramática e ortografia constantes prejudicam uma história que poderia ser perfeita nos demais aspectos, além de mostrar que a editora não se preocupa em fazer um trabalho tão bom (de forma que o feedback poderia ser útil a futuros autores, que a evitariam ou ao menos pensariam bem antes de publicar com ela). Ou você se refere apenas às resenhas a serem postadas na Amazon?
    Abraços e parabéns pelo post!

    • camilaguerra  diz:

      Oi, Laís!
      Você tem razão quanto ao comentário sobre erros em livros impressos.
      No post refiro-me mais especificamente aos ebooks, pois são fáceis de alterar. Então digamos que você poste uma avaliação no site onde ele é vendido, o autor veja, corrija os erros e disponibilize o novo arquivo, livre de erros. Seu comentário deixará de ser pertinente, já que o livro está corrigido. Além disso, os novos leitores pensarão que a obra ainda está com erros, e isso pode prejudicar o autor que já fez as correções. No caso das versões impressas fica mais fácil criticar erros de revisão, pois você pode atrelar o comentário àquela edição específica. Além disso, não há nada que se possa fazer quando uma tiragem de livros impressos sai com erros. Diferente do que acontece com os ebooks. O que eu faço quando me deparo com ebooks muito carregados de erros (de revisão e/ou formatação) é deixar uma sugestão na própria resenha para que o autor corrija, além de informar a data em que fiz a leitura. Quando acho erros em ebooks de colegas mais próximos, costumo entrar em contato direto pelas redes sociais e informar ao autor. Durante a leitura já vou marcando os erros e depois, caso o colega se interesse, envio os erros que encontrei para ele alterar.
      Acho que a gente tem que falar dos erros sim, mas pra tudo é necessário bom senso. 🙂
      Abraços e obrigada pelo comentário!

  • […] chegar ao fim da leitura, não se esqueça de avaliar o livro que acabou de ler e deixar lá sua opinião. É importante para o autor e para novos […]

  • Camila Kahn  diz:

    Oi, Camila! Adorei seu texto e achei super pertinente. De fato as pessoas precisam tomar mais cuidado com a forma com que avaliam os livros, pois além de ser prejudicial ao autor/editora, prejudica também um futuro leitor. Por isso, além das avaliações da Amazon, costumo ver também as do Skoob, tenho a impressão que há um cuidado maior por lá.

    Beijos,
    Camila | http://www.lendoporai.com

    • camilaguerra  diz:

      Olá, Camila!
      Costumo dar uma olhada nas resenhas no Skoob e no Goodreads. Há menos avaliações por lá, mas você tem razão, costumam ser mais cuidadosas.
      Obrigada pelo comentário e pela visita.
      Ah, e parabéns pelo blog. 😉
      []’s

  • Fernanda Borges  diz:

    Camila, seu texto não poderia ter sido melhor! Acho que você conseguiu expor o que os autores sentem quando se deparam com avaliações sem sentido ou até mesmo desrespeitosas como as que você mencionou. As críticas são importantes, temos que aprender a aceitar os pontos negativos que os leitores nos mostram, mas isso deve ser feito com respeito e por pessoas que, realmente, leram as obras resenhadas. Aconteceu comigo algumas vezes e numa dessas vezes a leitora deu 2 estrelas parando na página 70 e pouco de 268 páginas, o que ela nem deveria ter feito, já que não concluiu a leitura. Quando foi justificar o motivo da avaliação, a emenda saiu pior do que o soneto: ela simplesmente disse que não conseguia entender “qual era” a da personagem Daniela (se era vilã, mocinha etc) e por isso parou a leitura no início… detalhe que o livro é um suspense policial e a criatura teve a coragem de fazer isso. Enfim… Tá na cara que ela não curte suspense e eu tinha deixado claro no Viajante que só se inscrevessem pessoas que gostassem de suspenses.

    Outros leitores, ao contrário, me ajudaram muito apontando alguns vícios de escrita e eu não as repeti no segundo livro, outros deram sugestões e tudo contribuiu para uma evolução.

    Parabéns pelo texto e sucesso, adorei!

    • camilaguerra  diz:

      Olá, Fernanda!
      Obrigada pelo comentário.
      Realmente fico indignada quando leio avaliações sem pé nem cabeça. Acho que todo mundo tem direito de gostar ou não de uma obra, mas precisa avaliá-la com lucidez, né?
      Já recebi alguns contatos de leitores sobre meu primeiro livro e anotei. São sugestões a considerar em uma próxima obra. Essa interação é sempre muito legal e bem vinda, quando feita de maneira construtiva.
      Obrigada pela visita e sucesso em sua caminhada.
      []’s

Deixe um comentário

Você pode usar as seguintes tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>